Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

 A Fé é um sentimento inato que o ser humano possui a princípio em estado latente, mas que ele deve fazer crescer através da sua própria vontade.

 

Para a grande maioria das pessoas quando se fala na fé ela é compreendida no sentido religioso porque a ela estão associados todos os milagres que Jesus Cristo realizou.
 
Mas se reflectirmos bem sobre esta palavra ela tem duas vertentes. A fé humana, materialista e a Fé Divina.
 
Quando o homem tem um determinado objectivo e quer vencer, tem fé e é essa fé que lhe dá uma força interior extraordinária e ele sente em si mesmo que vai vencer.
 
Para aquele que acredita em Deus, que sabe que a sua vida é eterna aplica a fé no sentido amplo que a própria palavra indica. Ele saberá ter através da fé a força necessária para poder ser feliz porque sabe fazer verdadeiros milagres de caridade, do sacrifício e da abnegação.
 
Sem fé não poderá haver esperança, sem fé como poderemos fazer caridade e sem fé como poderemos ter amor?
 
A esperança e a caridade são uma consequência da fé.
 
E a fé desperta todos os sentimentos que conduzem o homem ao bem, é a base da sua regeneração.
 
Por isso todos deveremos fazer crescer a nossa fé e que ela seja forte e duradoura, pois se à mínima contrariedade ela acabar, acaba a esperança. E isto não é fé porque a fé sincera é dominadora e contagiosa.
  
Todo aquele que age com verdadeira fé consegue encontrar palavras convincentes que penetram na alma daqueles que não a possuem.
 
A nossa fé deverá ser verdadeira, deveremos acreditar que nunca estamos sozinhos, que Deus nunca nos abandona.
 
A nossa fé é a nossa força, com ela podemos ultrapassar todos os obstáculos e fazer os nossos próprios milagres. 


publicado por isabel-maria às 21:42
mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
25

26
28
29
30
31


blogs SAPO

CC-BY-NC.png
"CC-BY-NC" por Heflox - Obra do próprio. Licenciado sob CC0 via Wikimedia Commons.