Segunda-feira, 04 de Maio de 2009

Como devemos já saber a verdadeira felicidade não existe na Terra. No entanto poderemos gozar de uma felicidade relativa.

 

A felicidade é procurada pelo homem nas coisas mais fúteis em gozos materiais em vez de procurá-la nos gozos da alma.

 

O homem deverá buscar a paz no coração que é a única verdadeira felicidade neste mundo, no entanto procura o que o pode agitar e perturbar.

 

O homem parece que cria de propósito os tormentos que só ele poderia evitar.

 

Não deve haver maiores tormentos de que os causados pela inveja e o ciúme. Para o invejoso e o ciumento não existe paz mas sim sofrimento.

 

Passam todo o tempo da sua existência preocupados com a vida dos outros, da sua riqueza, dos seus sucessos, o que lhes provoca insónias e vertigens e o seu único interesse é o de conseguir influenciar outras pessoas como eles e contagia-las com a sua cólera de ciúme e inveja.

 

São insensatos não pensam que um dia terão que abandonar todas estas futilidades, cuja cobiça lhes envenena a vida.

 

Para eles não haverá compensação no Céu e não é a eles que se aplica estas palavras:

 

“Bem Aventurados os aflitos, porque serão consolados”.

 

Quantos tormentos consegue evitar aquele que vive e se contenta com aquilo que tem, que vê sem inveja o que os outros possuem e que não procura parecer mais do que aquilo que é.

 

Para este indivíduo está sempre rico, pois se olhar para baixo em vez de olhar para cima de si mesmo vê sempre os que possuem menos do que ele.

 

Está sempre calmo e quando há tormentos a calma torna a vida mais feliz.



publicado por isabel-maria às 22:54
mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


subscrever feeds
blogs SAPO

CC-BY-NC.png
"CC-BY-NC" por Heflox - Obra do próprio. Licenciado sob CC0 via Wikimedia Commons.